Você sabe qual a diferença entre telemedicina, teleconsulta e telediagnóstico?



A telemedicina é um assunto cuja discussão ganha cada vez mais força. Se você não é da área da saúde, pode ser que ainda não esteja familiarizado com o tema. Por isso, viemos esclarecer sobre telediagnóstico, telemedicina e teleconsulta.


De fato, o assunto ganhou destaque especial em 2020, principalmente devido à sua contribuição ao longo da pandemia do coronavírus. A prática das modalidades auxilia a manter o isolamento social sem deixar de assistir quem precisa.


Portanto, mesmo com o distanciamento, a telemedicina garante o atendimento qualificado à população, e a tendência é que isso perdure na pós-pandemia. Continue a leitura e fique informado!

Entenda os conceitos

Bom, por mais que o termo telemedicina seja o mais utilizado, precisamos diferenciar bem como cada modalidade atua. Confira a seguir!

Telemedicina

Começando então pela telemedicina, ela retrata o exercício da medicina mediado pelas tecnologias de comunicação. Como é uma área muito ampla, abrange diferentes aspectos, como: assistência médica, educação e pesquisa, além da prevenção de doenças.


Em suma, também auxilia na promoção de saúde, o que mostra a atuação nos diferentes níveis do cuidado médico. Isso tudo pode ser realizado em tempo real ou de forma assíncrona.


Como a tecnologia é um fator importante para a telemedicina, todos os avanços na área impactam de alguma maneira. A Inteligência Artificial, por exemplo, tem dado novas perspectivas para a modalidade.

Teleconsulta

Agora, vamos entender o que é a teleconsulta. Nesse caso, estamos focados no atendimento médico em si e, claro, mediado pela tecnologia.

Sem dúvidas, pensar que a consulta pode ser realizada com o paciente dentro de casa é uma grande vantagem, ainda mais nos dias atuais. Agora, tente pensar nas oportunidades que isso gera: uma pessoa do interior, por exemplo, pode se consultar com médicos de grandes centros.


Já que a teleconsulta é mais restrita ao atendimento, vale ressaltar algumas possibilidades. A primeira delas, e bem importante, é o acompanhamento de doenças crônicas. Já um outro ponto de vista envolve a troca de experiência entre profissionais em diferentes localizações.

Telediagnóstico

O telediagnóstico representa uma etapa muito específica do cuidado em saúde, na qual um especialista vai avaliar os exames do paciente e fornecer um laudo.

Assim como nos casos anteriores, tudo isso será mediado pela tecnologia. Então, os exames chegam até os profissionais por meio da internet e são analisados por especialistas que oferecem o laudo como retorno, no geral entre 10 e 30 minutos após a realização do exame.

Benefícios no uso da tecnologia em saúde

O uso da tecnologia para os cuidados com a saúde traz inúmeros benefícios:

Teleconsulta:

  • aumenta o acesso à saúde para a população;

  • reduz a sobrecarga do sistema de saúde;

  • gera comodidade para o usuário.

Telediagnóstico:

  • acelera os tratamentos;

  • reduz custos;

  • possibilita laudos para qualquer lugar do país.

A telemedicina é ampla e engloba todas as oportunidades para uso da tecnologia no cuidado com o indivíduo.


Independentemente da modalidade — telediagnóstico, teleconsulta — , não podemos negar que o assunto tem ganhado força e espaço. O próprio Conselho Federal de Medicina já estuda maneiras de viabilizar os métodos mesmo após a pandemia. Por isso, é tão importante que a população esteja atenta às novas possibilidades que figuraram como oportunidades de uma melhor assistência.

Fonte: AxisMed

4 visualizações0 comentário